Quais são as desvantagens de um carro híbrido?

Nos últimos anos, estamos testemunhando uma certa revolução. Enormes motores V12 e V10 estão sendo substituídos por motores de menor deslocamento e turboalimentação, e o motor de combustão interna como um todo está potencialmente a caminho de sua saída.

A indústria automobilística está se movendo lentamente em direção à eletricidade, e algumas marcas como a Audi estão planejando cessar completamente o desenvolvimento de motores de combustão interna mais novos. Mas a partir de agora, a infra-estrutura de recarga ainda está em sua infância, e a conveniência não pode ser comparada aos carros movidos a gasolina.

E em tal transição, a opção por um híbrido pode ser uma boa idéia. Afinal de contas, um híbrido é uma transição entre um motor de combustão interna normal e um carro elétrico completo. Mas os híbridos não são perfeitos, eles são caros, complexos e caros para garantir.

Além disso, eles ainda produzem muitas emissões de combustíveis fósseis e os custos de manutenção são mais altos quando comparados a um EV ou a um carro com motor de combustão interna. As baterias não estão sendo recicladas e os híbridos são pesados e não são tão divertidos de dirigir dinamicamente.

Custos de aquisição de veículos híbridos

Os híbridos não são tão populares como alguns fabricantes esperavam que fossem. Como tal, não é tão benéfico financeiramente desenvolver um carro assim. Se você quer ter lucro, você tem que aumentar o preço de entrada porque os custos de desenvolvimento são altos.

Mesmo que algo como um motor V8 custe a maior quantia de dinheiro para desenvolver hoje em dia, as pessoas adoram os V8 e um número suficiente de pessoas comprarão um V8 para que sejam financeiramente viáveis para o desenvolvimento. No entanto, você vai amortizar os custos de um híbrido através de incentivos governamentais, mas não por muito.

  Você pode usar uma caixa para cães no carro?

Níveis de complexidade

Os híbridos oferecem essencialmente pelo menos dois motores, o que os torna muito mais complexos em comparação com um carro ICE normal. Quando um fabricante quer maximizar a eficiência, geralmente emparelham um motor a gasolina menor com um motor elétrico.
Mas o motor a gasolina também é normalmente turboalimentado ou sobrealimentado, ou até mesmo ambos às vezes. Por exemplo, a Volvo oferece um motor a gasolina que é turboalimentado, sobrealimentado e assistido por um motor elétrico. E tal complexidade está fadado a quebrar, e quando quebrar, vai lhe custar.

Custos do seguro de híbridos

Com níveis tão altos de complexidade, as taxas de seguro também estão subindo. Os híbridos tendem a ser mais caros para segurar, principalmente por duas razões. Eles são mais caros para desenvolver, atender e manter. Além disso, as pessoas compram híbridos para cobrir muitos quilômetros, e a maioria dos mecânicos por aí pode não ser suficientemente qualificada para trabalhar em um híbrido.

A manutenção de um motor híbrido leva mais tempo e a disponibilidade de peças é significativamente pior quando comparada a um carro ICE normal. Este segmento ainda é muito jovem e não é tão popular, e é improvável que isso mude tudo isso em breve.

Efeitos ambientais dos carros híbridos

Em teoria, os híbridos são limpos se você estiver usando seu motor de combustão somente em certas ocasiões quando precisar de mais energia ou ficar sem suco. Mas, na prática, as pessoas tendem a usar seus motores de combustão o tempo todo. Os híbridos são de fato melhores para o meio ambiente, mas somente se você os usar como tal.

  Quais são os carros mais difíceis de se trabalhar?

E o fato é que a maioria das pessoas não o faz. Os híbridos não são tão poderosos na maioria dos casos, e se você quiser maximizar o desempenho de seu carro, é provável que você use o motor de combustão o tempo todo.

Custos de manutenção de carros híbridos

Em teoria, os carros híbridos precisam de menos manutenção, pois os níveis de estresse que esses carros suportam geralmente não são tão intensos. Mas, de vez em quando, a manutenção é necessária para manter seu carro em condições adequadas, e tal manutenção custa mais.

Especialmente se você tiver que substituir uma bateria, pois as baterias podem custar mais de US$ 2.000. Dito isto, a maioria dos fabricantes tende a garantir suas baterias por até 10 anos ou 150k milhas. Mas depois disso, cabe a você mantê-la.

Os híbridos são pesados

Nos últimos anos, os carros têm se tornado extremamente pesados. Há uma década ou duas, um sedan de duas toneladas não era tão comum, mas hoje é. Um carro tão pesado afeta muitas coisas como a dirigibilidade e a segurança em geral.

Leva mais tempo para que tais carros parem ou acelerem a velocidade das rodovias, o que afeta o fluxo do tráfego. E, em caso de acidente, tais carros são capazes de produzir uma destruição imensa.

Os híbridos não são dinâmicos

O Porsche 918, o McLaren P1 e o Ferrari LaFerrari são híbridos e são alguns dos carros mais dinâmicos da era moderna. Mas a maioria dos híbridos são o oposto completo, são muito pesados e grandes demais para se sentirem divertidos para dirigir.

  Uma bateria híbrida pode ser reparada?

Eles não têm agilidade e todo o trem de força tende a ser preguiçoso e não linear. Também se sentem às vezes muito robotizados e sintéticos, o que diminui ainda mais a diversão.

Seção FAQ

Vale a pena comprar um híbrido?

Se você realmente tira proveito do motor elétrico, e não se importa com os custos extras, então vale a pena. Além disso, se você está planejando fazer a transição para um EV em breve, vale definitivamente a pena considerar um híbrido.

À medida que o mundo continua mudando, os híbridos estão se tornando mais freqüentes e mais refinados. Como tal, vale bem a pena comprar estes carros.

Os carros híbridos são menos confiáveis?

Sim, eles são, mas não por muito. Um estudo dos veículos 55k concluiu que os carros híbridos são de fato menos confiáveis do que seus equivalentes a gasolina e diesel. Mas apenas cerca de 15% dos carros híbridos sofreram um problema, o que não é muito.

Dito isto, os híbridos estão melhorando rapidamente e, em poucos anos, provavelmente teremos híbridos que são tão confiáveis quanto seus homólogos a gasolina e diesel.

Os híbridos duram mais?

De acordo com alguns pontos de venda, os carros híbridos tendem a durar mais do que seus equivalentes movidos a gás e diesel. A razão é que as garantias tendem a cobrir as baterias por até 10 anos ou 150k milhas em média.

E se você cuidar bem de seu híbrido, ele deve durar muito tempo. A partir de agora, a Toyota é a marca cujas baterias tendem a durar mais, o que não é surpresa considerando que a Toyota é a marca de carro mais confiável do mercado há algum tempo.

James May

A grande paixão de James são os carros. Ele tem publicado conteúdo na Carros Luxuosos A2Z desde o seu início, na primavera de 2021.

Recent Posts