Os carros híbridos são bons para a condução na montanha?

Os carros híbridos são projetados para a máxima eficiência e, como tal, não são exatamente construídos para fins de condução de montanha. Seja como for, não há razão para que alguns utilitários híbridos mais amigáveis fora da estrada sejam nada menos do que iguais aos seus equivalentes a gasolina ou diesel.

A principal vantagem dos carros híbridos, e certamente a principal razão pela qual eles oferecem maior eficiência é a frenagem regenerativa. A frenagem regenerativa é um mecanismo projetado para recuperar a energia perdida ao mesmo tempo em que reduz a velocidade do carro.

E todo o cenário de condução em fontes híbridas pode ser visto principalmente através desta perspectiva. Enquanto você está subindo uma colina, o torque elétrico instantâneo lhe oferece um leve impulso. Sempre que você estiver descendo, a frenagem regenerativa vai tirar o estresse de seus freios de fricção regulares.

Como tal, os híbridos são bons para a condução na montanha. Entretanto, os híbridos pesam 200-500 libras a mais do que suas contrapartidas normais a gás ou diesel, e há muitas ramificações que brotam de uma discrepância de peso tão grande.

Híbridos e ambientes de condução nas montanhas

Quando você observa quais variáveis definem o ambiente médio de condução nas montanhas, você geralmente está olhando para a neve, o gelo, a chuva, o frio e a superfície das estradas secundárias. Como tal, um carro tem que ser capaz de sustentar seu próprio peso – em termos de potência e de manuseio.

Alguns carros híbridos como o Toyota Prius não são ideais para tais circunstâncias de direção, mas é o mesmo com qualquer outro carro movido a gasolina ou diesel de um segmento similar. Outros, como o Volvo XC90 Hybrid ou o Range Rover P400e, são ótimos carros de montanha.

  O melhor carro híbrido para uma pessoa baixa

Dito isto, o Volvo XC90 regular e o Range Rover regular são ambos igualmente bons, se não mesmo melhores do que seus equivalentes híbridos. Embora os híbridos devam funcionar muito bem, a maioria dos motores híbridos não são projetados para a condução em montanha.

Os motores híbridos são benéficos quando trabalham em sua faixa de potência ótima, o que resulta em maior eficiência. Colinas íngremes e gradientes constantes exigem que o motor trabalhe mais o tempo todo, o que por sua vez torna um motor híbrido inútil do ponto de vista da eficiência, mesmo que a frenagem regenerativa recupere a energia perdida.

Híbridos e cruzeiro de auto-estrada

Como mencionado anteriormente, os híbridos podem dirigir em áreas montanhosas, mas certamente não é esse o objetivo de um veículo híbrido. Por outro lado, a condução em rodovias é um conjunto totalmente diferente de fatores, e um híbrido também não é exatamente feito para a condução em rodovias.

Para ilustrar, imagine você mesmo dirigindo a uma velocidade constante de 70 km/h. Você pensaria que o motor de combustão e o motor elétrico estão funcionando em perfeita harmonia, mas não estão, muito pelo contrário, quase toda a força de tração está sendo exercida pelo motor de combustão.

Isto porque os motores elétricos não são projetados para a condução constante em alta velocidade, eles são projetados para ambientes urbanos onde é preciso frear e usar constantemente a frenagem regenerativa. Embora seja provável que você venha a experimentar emissões mais baixas, um híbrido não é o melhor cruzador de auto-estrada.

Híbridos e condução urbana

Como já discutimos, os híbridos não são feitos para a condução em rodovias ou montanhas, então surge a questão, qual é o objetivo de um híbrido, então? E a resposta a esta pergunta é a eficiência superior no trânsito urbano de stop-and-go. Tanto que não é sequer comparável.

  Os melhores volantes para carros de luxo

A principal razão pela qual os carros híbridos tendem a liderar de forma constante o pacote em termos de condução urbana é principalmente devido à frenagem regenerativa. O tráfego de stop and go é uma característica definitiva de um ambiente clássico de condução urbana, e a frenagem regenerativa é feita para funcionar em conjunto com o tráfego de stop and go.

A frenagem regenerativa funciona de tal forma que recupera a potência do motor perdida enquanto reduz a velocidade. Isto significa que seus freios de fricção não estão em uso durante a desaceleração, somente quando você precisa desacelerar mais agressivamente, seus freios de fricção irão contribuir. Quanto mais você desacelera, mais energia você recupera.

Além da frenagem regenerativa, a condução na cidade está, em sua maioria, a uma velocidade mais baixa, o que significa que o motor elétrico é quase sempre capaz de impulsionar o carro por si só, o que aumenta ainda mais a eficiência. À medida que os carros híbridos se tornam cada vez mais sofisticados, eles se tornarão os melhores carros do mercado no que diz respeito aos tipos de motores.

Seção FAQ

Os carros elétricos são bons para dirigir nas montanhas?

Os carros elétricos são ótimos para a condução em montanha se forem desenvolvidos para tal fim. Em termos de potência e eficiência, um Tesla Modelo S é tão bom quanto qualquer outro EV em uma área montanhosa. No entanto, se a má qualidade da estrada e fora da estrada é sua definição de condução na montanha, então você deve se ater aos bons velhos Wranglers e Land Cruisers.

Dito isto, carros a gasolina e diesel tendem a perder muita potência em altitudes mais elevadas, os EVs não perdem. Carros com motor de combustão manual não são ótimos para subir ou descer, por outro lado, um EV com frenagem regenerativa é ótimo para subir ou descer morros.

  Melhor híbrido para reboque

Os carros híbridos e elétricos são ótimos para todo-o-terreno?

Os híbridos podem ser bons fora de estrada, mas as diferenças entre os utilitários a gás ou a diesel comuns e os híbridos são marginais, não vale a pena mencionar. Por outro lado, não há absolutamente nenhuma razão para pensar que os VE não vão assumir completamente a condução off-road porque são melhores em quase todos os aspectos.

Em primeiro lugar, os VE não consomem gasolina, e os veículos off-road regulares sim. Em segundo lugar, você pode enviar energia para cada roda individualmente, muito mais fácil do que em um carro a gasolina ou diesel comum. Em terceiro lugar, você tem 100% de torque em 100% do tempo, e esta é a principal razão pela qual os VEs eventualmente assumirão o controle do off-road.

Os carros híbridos e elétricos são bons para corridas?

Se falamos de esportes e atividades que incluem carros, quase nenhum deles é mais amistoso a carros do que a corridas. Isto significa que os mais duros a gasolina residem em tais círculos, e estes também podem ser os mais teimosos quando se trata de carros elétricos.

Entendemos isso, também adoramos os motores V8, V10 e V12 naturalmente aspirados, mas não há razão para não correr com carros elétricos porque os carros elétricos funcionam de forma completamente diferente, e é interessante ver para onde algumas organizações como a Fórmula E irão nos próximos anos.

James May

A grande paixão de James são os carros. Ele tem publicado conteúdo na Carros Luxuosos A2Z desde o seu início, na primavera de 2021.

Recent Posts