Problemas comuns com o Audi A6

O Audi A6 foi introduzido pela primeira vez em 1994 como uma versão renovada do Audi 100. Desde então, o modelo A6 abrangeu 5 gerações diferentes e é hoje um dos modelos Audi mais populares e mais vendidos por aí. O atual Audi A6 C8 tem apenas 2-3 anos e está se formando para ser mais um sucesso para o fabricante de automóveis de luxo de Ingolstadt.

Nem todas as gerações de A6 são igualmente confiáveis porque o C6 parece ser o melhor do grupo. O C7 ocupa o segundo lugar, enquanto o novo C8 é agora o terceiro quando se trata de confiabilidade. Entretanto, o C8 está apenas no início de sua linha de vida, então é compreensível pensar que a próxima atualização do C8 vai resolver muitos problemas que assolam o C8 A6 atual.

De qualquer forma, os problemas mais comuns do Audi A6 são o consumo excessivo de óleo, problemas de sincronização da cadeia, problemas de acúmulo de carbono, problemas de caixa de câmbio e problemas elétricos. Para que um A6 dure muito tempo, ele precisa de manutenção constante, sem ele, provavelmente vai causar todo tipo de problemas.

Essa é a realidade dos carros de luxo executivos alemães, pois eles não são projetados para resistir a uma manutenção sem brilho. Não é verdade que estes carros não são construídos suficientemente bem, é antes o fato de que muitas pessoas que os compram não os mantêm adequadamente.

Audi A6 problemas de consumo excessivo de óleo

Muitos carros de luxo europeus são conhecidos por beberem muito óleo, especialmente depois de acumular uma quantidade decente de milhas no odômetro. Questões como estas podem ser resolvidas de duas maneiras diferentes porque as razões mais comuns para isto acontecer é porque o óleo está vazando ou porque o motor está bastante desgastado.

  Fiabilidade do Audi S5 Sportback

Se o óleo estiver vazando você pode continuar reabastecendo o tanque de óleo sempre que o nível de óleo cair, mas é uma idéia melhor para você encontrar a causa raiz e resolvê-la. Se o modelo A6 que você está olhando é mais antigo e tem um pouco de quilometragem no relógio, o carro precisa lubrificar quantidades maiores de óleo para se lubrificar adequadamente.

Questões de corrente de sincronismo do Audi A6

Um dos problemas mais temidos que afligem o A6 são os problemas com o sistema de cronometragem, mais especificamente o tensionador de corrente de cronometragem. Os melhores motores Audi A6 são motores V6 e V8, e ambos usam sofisticadas guias de plástico e pistões hidráulicos para as correntes, a fim de mantê-las agradáveis e apertadas. No entanto, estes são conhecidos por falhar, e quando falham, é preciso agir rapidamente.

Você precisa agir rapidamente porque todo o seu motor pode estar em perigo. Se o tensionador falhar, a corrente pode até mesmo destruir o motor inteiro em apenas algumas centenas de quilômetros, ou até menos. Não deixe de prestar muita atenção a estes tensionadores de plástico se você estiver no mercado para um A6.

Problemas de acúmulo de carbono no Audi A6

Muitos dos motores encontrados no A6 contam com o sistema de injeção direta para aspergir o combustível diretamente nos cilindros. As vantagens desta tecnologia são que os motores de injeção direta utilizam menos combustível e emitem menos CO2, ao mesmo tempo em que aumentam a potência do processo. Isto é vital para muitos fabricantes de automóveis modernos, pois tecnologias como estas permitem que eles ainda façam motores maiores que passem nos testes de emissão de CO2.

  O Audi Q5 é elétrico?

No entanto, a tecnologia de injeção direta causa o acúmulo excessivo de carbono nas válvulas de admissão. Se estes depósitos de carbono se acumularem demais, é provável que limitem o fluxo de ar para o motor, o que tende a causar ralenti, incêndios errados, paralisação e redução de potência. A maneira mais fácil de resolver isto é trocar o óleo com mais freqüência ou limpar os depósitos regularmente.

Problemas com caixas de engrenagem Audi A6

O Audi A6 está disponível com um manual, um conversor de torque Tiptronic, uma caixa de câmbio S-Tronic ou a temida caixa de câmbio Multitronic. A transmissão Multitronic CVT é comumente usada nos modelos FWD Audi e é conhecida por falhar com freqüência.

A maneira mais fácil de cuidar dos problemas da Multitronic é lavar o óleo da transmissão a cada 35.000 milhas, caso contrário, é provável que a caixa de engrenagens falhe.

Questões elétricas do Audi A6

Os carros de luxo alemães mais antigos não são estranhos a todos os tipos de problemas elétricos, e é a mesma história com os modelos A6 mais antigos. Estas questões se manifestam em muitas áreas diferentes, tais como a elétrica dos carros, tais como vidros elétricos, conectividade telefônica, GPS, relâmpagos exteriores, tampa do porta-malas de energia, e assim por diante.
Estes podem ser facilmente resolvidos, mas freqüentemente reaparecem, especialmente em modelos mais antigos da Audi.

Seção FAQ

Qual é o modelo Audi A6 menos confiável?

Existem alguns modelos Audi A6 anos que são simplesmente muito problemáticos e que devem ser evitados. Estes normalmente experimentam todos os problemas listados neste artigo, e muitos mais, de modo que são capazes de aumentar os custos de manutenção e reparo mais rapidamente do que os modelos Audi A6 mais confiáveis.

Você deve evitar os modelos 2000, 2003, 2004, 2005, 2006, 2011, 2013, 2014, 2015, 2016, e 2019. A regra comum é sempre procurar modelos mais novos de uma determinada geração, o que significa que os modelos A6 pós-facelift são sempre sua melhor aposta quando se trata de confiabilidade.

  2022 Audi Q5 vs Volvo XC60

Quais modelos Audi A6 são os mais caros de se manter?

O Audi A6 é um carro de luxo disponível com motores grandes, muita potência e muita tecnologia. Todos eles precisam de manutenção adequada, e alguns modelos são muito mais caros do que outros. Os modelos mais caros do Audi A6 são os modelos esportivos S6 e RS6, especialmente aqueles com um motor V10 derivado de Lamborghini.

Os modelos Audi A6 com a temida caixa de câmbio Multitronic CVT também são conhecidos por sua manutenção cara, e é a mesma história dos modelos mais antigos da Audi com o sistema Quattro AWD.

O Audi A6 vale a pena?

O Audi A6 é um dos melhores sedans de luxo de médio porte de todos os tempos, e como tal, realmente vale a pena. Entretanto, se você está no mercado para um A6, você precisa escolher o carro certo, o que significa que você precisa ser capaz de manter sempre de lado uma certa quantia de dinheiro para os custos de manutenção.

Um A6 não é um Toyota Corolla, o que significa que ele é muito mais complexo e precisa de cuidados mais delicados. Ao comprar um A6, vá sempre para modelos pós-facelift, e tente evitar a caixa de câmbio Multitronic. Carros com muitos quilômetros no relógio não são necessariamente maus porque os piores modelos Audi A6 são aqueles que não foram mantidos de acordo com o cronograma de manutenção e o livro de recomendações da Audi.

James May

A grande paixão de James são os carros. Ele tem publicado conteúdo na Carros Luxuosos A2Z desde o seu início, na primavera de 2021.

Recent Posts